quinta-feira, 9 de junho de 2016

Gato da semana: Michael Fasbender



Nosso Gato da Semana é esse ator alemão de 39 anos, talentosíssimo e com o poder de controlar metal e os nossos corações.



Esses olhos azuis e esse barba ruiva são puro amor.



Mais bonito que muito novinho por ai.



Seja como um maniaco sexual no filme Shame...



Como um mutante que domina metais na franquia X Men



Ou em qualquer outro papel, ele sempre vai nos fazer apaixonar.






sábado, 16 de abril de 2016

Recomendo: Trilha sonora de Smallville - 1 Temporada



No último post eu falei sobre Smallville e disse que a trilha sonora era muito boa. Diferente de quando eu falei sobre a trilha sonora de The Vampire Diaries, que eu englobei todas as temporadas, Smallville tem praticamente 1 música boa por episódio, então vai ser um post desse por temporada.

Vamos começar sobre a música de abertura em que eu me encontro viciada:


Episódio 1: Everything - Lifehouse 


Episódio 2: Wherever  We Will Go - The Calling


                                          Episódio 3: You - Binocular


                                          Episódio 4: Movies - Allien Ant Farm


                                          Episódio 5: Standing Still - Jewel


                                          Episódio 7: Innocent - Fuel


                                          Hero - Enrique Iglesias


                                          Episódio 10: Caught In The Sun - Course Of Nature


                                          Episódio 12: Fade - Staind


                                          Episódio 13: Perfect Memory - Remy Zero


                                          Episódio 14: Lonely Road Of Faith - Kid Rock


                                          Episódio 15: Supernatural - By Divine Right


                                          Episódio 16: Superman (It's Not Easy) - Five For Fighting


                                          Episódio 17: Sparkle - Rubyhorse


                                          Episódio 18: Fever For The Flava - Hot Action Cop


                                          Episódio 19: Time After Time - Eva Cassidy


                                          Episódio 20: Just Another - Pete Yorn


                                          Episódio 21: What Do I Have To Do? - Stabbing Westward



E assim encerramos a Primeira Temporada. Já posso dizer que a Segunda Temporada tem muitas músicas boas também.

terça-feira, 12 de abril de 2016

Colocando séries em dia: Smallville - 1 Temporada



Assistir Batman vs Superman me deixou inspirada a me arriscar em uma série que eu queria a muito tempo assistir. Smallville conta a história da adolescência e juventude de Clark Kent, muito antes dele se quer pensar em ser o Superman.

Clark vive problemas normais de um garoto que acabou de entrar no ensino médio, ao mesmo tempo que tem que lidar com a aparição de novos poderes, aprender a controla-los, e esconder isso de seus melhores amigos e da garota que ele ama.

Com um ''vilão'' a cada episódio, Clark tem Lex Tuthor como amigo. O milionário gosta muito do Clark e de seus pais mas investiga a vida deles por achar que eles escondem algo.

Eu gostei muito dessa primeira temporada. A série é de 2001 então os efeitos especiais, vistos hoje, chegam a ser engraçados, mas isso não diminui em nada a história.

A trilha sonora foi uma coisa que eu notei desde o primeiro episódio. (Já falei sobre a trilha sonora de The Vampire Diaries, para ver clique aqui. ).

Vamos continuar a assistir e ver o que mais nos espera nessa jornada do Clark.

quinta-feira, 7 de abril de 2016

Resenha: Os Segredos de Colin Bridgerton - Julia Quinn

Os Segredos de Colin Bridgerton ''Há muitos anos Penelope Featherington frequenta a casa dos Bridgertons. E há muitos anos alimenta uma paixão secreta por Colin, irmão de sua melhor amiga e um dos solteiros mais encantadores e arredios de Londres.
Quando ele retorna de uma de suas longas viagens ao exterior, Penelope descobre seu maior segredo por acaso e chega à conclusão de que tudo o que pensava sobre seu objeto de desejo talvez não seja verdade.
Ele, por sua vez, também tem uma surpresa: Penelope se transformou, de uma jovem sem graça ignorada por toda a alta sociedade, numa mulher dona de um senso de humor afiado e de uma beleza incomum.
Ao deparar com tamanha mudança, Colin, que sempre a enxergara apenas como uma divertida companhia ocasional, começa a querer passar cada vez mais tempo a seu lado. Quando os dois trocam o primeiro beijo, ele não entende como nunca pôde ver o que sempre esteve bem à sua frente.
No entanto, quando fica sabendo que ela guarda um segredo ainda maior que o seu, precisa decidir se Penelope é sua maior ameaça ou a promessa de um final feliz.''

Essa é a resenha do livro 4 da série, pode conter Spoilers.
Clique aqui para ler a resenha do livro 1, aqui para ler a resenha do 2, e aqui para a resenha do 3.

Colin Bridgerton é o irmão mais brincalhão e despreocupado. Como todos os seus irmãos ele foge da palavra casamento e vive uma vida de aventura viajando pelo mundo.

Penélope Featherington é uma solteirona, tímida e incompreendida. Ela já abandonou a ideia de que um dia pode se vir a se casar já que além de não ser mais tão jovem, não tem a beleza e a delicadeza das damas da alta sociedade. Sua mãe a menospreza e a trata de um jeito rude.

Penélope ama Colin a muitos anos e é de longe a pessoa que mais conhece ele. Só que ela tem um segredo. Um segredo que ninguém se quer imagina. Quando Colin descobre esse segredo ele percebe que Penélope é mais do que ele sempre tinha visto.


Não é meu livro preferido da série, mas como todos os outros esse é muito bom. O amor não correspondido que a Penélope tem, durante tantos anos, pelo Colin é lindo. E ver o amor florescer no Colin é mais lindo ainda.

sexta-feira, 25 de março de 2016

1 mês



Faz 1 mês que eu não te vejo. Disse que te esqueci para todos e por um breve momento eu realmente esqueci. Mas tudo sempre volta.
1 mês é muita coisa. Já disse várias vezes que 1 dia sem você me faz mal. 1 mês então...
Não vejo graça nas coisas, me perco em pensamentos imaginando onde você está e o que está fazendo.
Queria você aqui do meu lado. Queria sentir o calor dos seus braços e o conforto que só você traz para mim.
Nem sempre temos o que queremos mas pelo menos você está feliz.

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

Achamos que é o fim linha

Vai no Spotify, procura por Manu Gavassi e clica em aleatório, coloque seus fones de ouvido e se deixe levar. Você sente até o que você não quer sentir. Pensa em toda a sua vida amorosa, mesmo ela sendo um desastre. Mas as músicas da Manu te passam exatamente o que você está sentindo.

Eu faço muito isso. As vezes chego até a me arrepender por que penso demais no que não deveria sentir. Em uma das vezes que eu me deitei e coloquei as músicas dela no aleatório eu descobri que nós amamos até que doa demais, e então passamos para o próximo.

"A gente ama até sangra" faz um tremendo sentido para mim. Quando começamos a amar alguém, no começo, sempre parece o certo. Até que não parece mais. Até que você mais chora do que sorri quando se trata da pessoa. Quando ela te arranca mais lágrimas do que sorriso é o sinal de que esgotou e não tem mais o que salvar.

Então prometemos que nunca mais vamos amar de novo. Porque nos machucou tanto que não queremos sentir isso outra vez. Mas a nossa mente não para de mudar. E de repente você se depara amando outra pessoa. Finalmente  você supera e está pronto para outra história.

E no começo de cada história nós nunca achamos que podemos nos machucar. Sempre pensamos o melhor. E botamos toda nossa fé e forças naquilo. Nos gastamos, nos doamos de corpo e alma. Talvez essa seja a última história da sua vida. O seu "felizes para sempre" e você vê que tudo valeu a pena. Mas talvez não.

Talvez essa nova pessoa te machuque de novo, e mais uma vez você mais chore do que sorri. Então percebe que está na hora de seguir em frente de novo. Sem olhar para trás. Não olhe para trás.

E essa é a vida do ser humano. Viver a procura de quem te completará. Aquela pessoa que apesar de não ser perfeita, não faz as coisas, de propósito, para te machucar. Quando chegamos no fim de uma história sempre achamos que nunca vamos conseguir começar outra.

Achamos que é o fim da linha. Mas então, quando você menos espera, aparece outra pessoa e você dá início a uma nova história. Talvez como um pessoa que surgiu na sua vida, talvez como alguém que sempre fez parte dela.

O importante é não perdemos nossa fé no amor. Não podemos desistir de encontrar a nossa felicidade.

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Seguindo caminhos diferentes



O fato de você ir embora esta me matando. Tenho que me acostumar que você cresceu. Nós dois crescemos. Se eu não tenho coragem de sair por ai, sozinha, não posso te culpar por ter. É que eu queria poder ficar com raiva de você. Mas a única coisa que você esta fazendo é viver, acho que eu deveria fazer isso também. Seguir em frente. Parar de pensar no passado. Me desprender.

Não sou tão forte como você é. Nós dois sabemos que não sou tão independente e destemida. Ta ai uma coisa que eu sempre invejei em você. Você sempre foi tão livre e pra frente. Nunca teve medo de mudar e de enfrentar o mundo. Você vai longe ainda.

Tenho certeza que você vai conquistar muitas coisas, e muitas pessoas também. Apesar de tudo você sempre encantou as pessoas, e eu não posso negar isso. Você sempre me deu tanto orgulho e hoje em dia muito mais. Ver quem você se tornou me lembra de quando eramos crianças e eu ficava imaginando que tipo de homem você se tornaria. É muito saber que tudo valeu a pena.

Eu posso não ser quem você precisa, ou até mesmo quem você quer, mas saiba que eu sempre estarei aqui. É claro que eu pretendo seguir minha vida agora, sem você por perto acho que será mais fácil. Mas eu sempre estarei aqui por você, para o que você precisar. Hoje eu vejo que isso sim é superar. Guardar raiva e magoas não era muito maduro.

Eu pretendo sair por esse mundo. Não sai até hoje porque eu não conseguia me despedir de você, mas você resolveu isso por mim. Sempre foi você que resolvia as questões, seja para melhor ou para pior, sempre foi você. Ver você se preparar para se jogar no mundo, sozinho e sem preparação, me motivou. Eu posso fazer isso. Posso seguir em frente.

Sempre vou sentir sua falta. Quando eu chegar nos lugares que você costumava ir, e eu olhar para onde você sempre se sentava, eu vou chorar. Seja literalmente ou não. Quando eu ver seus amigos e não te ver junto vou estranhar e depois vou sofrer. Quando eu ver sua família toda junta e só faltar você eu com certeza vou me desesperar. Mas não se preocupe, eu vou superar. Com o tempo.

É claro que o tempo também vai servir para cada dia eu sentir mais sua falta.

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Gato da semana: Gerard Butler



O #GatoDaSemana voltou, e para comemorarmos nosso gato hoje é o Gerard Lindo Butler.
Vocês bem sabem que amo PS Eu Te Amo, e depois de assistir pela primeira vez sai igual doida assistindo todos os filmes dele. Então para começarmos só tenho 1 coisa a dizer: ''This is Sparta''



Vamos começar lá em 2004 com o filme O Fantasma Da Ópera. Quase ninguém sabe que ele era o Gerard.



Mas antes de ser O fantasma, ele foi o Drácula no filme Drácula 2000. Ele era novinho e com um cabelo diferente.








Eu não seria eu mesma se colocasse só 1 foto dele em Ps Eu Te Amo né?



Em 300 ele era todo pecado né?



Em 2009 ele fez A Verdade Nua Crua, filme que eu AMO.



Esse é um momento dele no filme Caçador de Recompensas com a Jennifer Aniston.



E esse ano ele estará no filme Deuses do Egito.

Claro que ele fez muitos outros filmes, e estava lindo em todos, mas esses são os que eu mais gosto. Mas vale super a pena fazer uma maratona dos filmes dele.




Me algemem com esse homem por favor

Colocando séries em dia: How To Get Aawy With Murder - 1 Temporada



Sinopse da série:
''How to Get Away with Murder segue a vida pessoal e profissional de Annalise Keating, uma professora de Direito Penal da fictícia Universidade de Middleton, na Filadélfia, uma das mais prestigiadas Escolas de Advocacia na América. Uma advogada de defesa, Annalise seleciona um grupo dos seus melhores alunos em sua turma da universidade para trabalhar em seu escritório. São eles: Connor Walsh, Michaela Pratt, Asher Millstone, Laurel Castillo e Wes Gibbins.Em sua vida pessoal, Annalise vive com seu marido Sam Keating, um renomado psicólogo, mas também vive um relacionamento às escondidas com Nate Lahey, um detetive local. Quando sua vida pessoal e profissional começar a entrar em colapso, Annalise e seus alunos se verão envolvidos, involuntariamente, em uma trama de assassinato.''

O QUE FOI ISSO PRODUÇÃO?
Cai de cabeça nessa série e meu Deus, fiquei viciada.
Annalise, Wes, Connor e todos os outros me deixaram apaixonada e meio maluca. Passei a pensar que todas pessoas a minha voltam podem ser assassinos, e que eu posso acabar sendo testemunha no julgamento.

A primeira temporada tem 15 episódios e em todos tem um caso de assassinato que a Annalise e seu escritório trabalham na Defesa. Uma das coisas que eu achei legal foi não contarem a história dos personagens, desse jeito ao assistir você não sabe quem é ''bom'' e quem é ''mau'' fazendo com que todos possam ser suspeitos.

Meu personagem preferido é o Connor, simplesmente porque ele vadio a série inteira e desconfiado de todo mundo. Não tenho cena preferida porque as cenas dele sempre são as melhores.

Eu meio que shipo a Annalise e Wes, mas acho que não vai acabar dando em nada. Na verdade acho que só eu que shipo eles mesmo, mas tudo bem.

O fim da temporada é de explodir a mente de qualquer um. Eu não tive nem reação.
Agora é vermos o que a 2 temporada nos reserva.

domingo, 24 de janeiro de 2016

19 anos



Estive um tempo com bloqueio criativo. Vi as datas passarem e eu simplesmente não conseguia escrever nada sobre elas.

Meu Natal, que eu já disse aqui que é minha data comemorativa preferida, foi o pior da minha vida. Nem se eu quisesse conseguiria escrever algo inspirador naquele dia. Meu único desejo foi que o próximo Natal fosse melhor.

Meu Ano Novo já foi melhorzinho. Não é uma data que eu intenda muito. Sempre foi muito para a minha cabeça o fato de que em um minuto estamos em um ano e no minuto seguinte já estamos em outro ano. É algo meio louco.

Meu aniversário, que é dia 16/01, eu estava na Praia (como em todos os anos), então não tinha condições de escrever algo. E também não foi o meu melhor aniversário. Nem se quer ganhei um bolo.
Mas eu sempre tenho algo para falar sobre meus aniversários.

Eu fiz 19 anos e isso foi empolgante e apavorante ao mesmo tempo. Parece que foi ontem que eu estava fazendo 15 anos e escrevia aqui ideias para festa, depois escrevi um dos meus textos preferidos sobre fazer 17 anos e sobre com a síndrome da Bridget Jones e hoje estou eu aqui falando sobre ter 19 anos.

O que eu mais gosto dessa coisa de ter um Blog é porque tenho todas essas fases registradas, e também fico muito feliz em compartilhar tudo com vocês. Eu queria ter mais dedicação com esse cantinho que é tão nosso. Projeto 2016 é ter mais post.

segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

Colocando séries em dia: Orgulho e Preconceito



“É uma verdade universalmente conhecida que um homem solteiro na posse de uma bela fortuna deve estar necessitando de uma esposa.”

Hello, eu dei aquela sumidinha de sempre mas voltei.
A um tempo atrás eu comecei o projeto #ColocandoSériesEmDia e ele ainda está em andamento.
Dessa vez eu assisti a série Orgulho e Preconceito. Eu já havia visto o filme e tem o que eu achei dele aqui.

A série tem apenas 6 episódios e tem o (lindo) Colin Firth como Sr Darcy e a Jennifer Ehle como Lizzy e é de 1995.

A grande vantagem dela sobre o filme é que ela retrata cada momento que existe no livro, é extremamente completa.

Mais uma vez minha cena favorita é a declaração do Sr Darcy para Lizzy, o ''eu a amo e admiro ardentemente'' chega a arrepiar na voz do Colin Firth.



Eu já falei para vocês como amo Bridget Jones, que é considerado uma releitura moderna de Orgulho e Preconceito, e o que eu acho mais legal é que no livro a Bridget é apaixonada pela série e idolatra o Colin Firth, chegando até a entrevista-lo. Então o Colin intrepertou o Mark Darcy, sendo o sobrenome Darcy uma homenagem da autora ao Sr Darcy.
''Entre os extras do DVD de Bridget Jones: No Limite da Razão, há inclusive uma pequena brincadeira com a confusão de Colin Firth interpretando os dois Darcys.  Bridget aparece entrevistando Colin Firth, ator que interpretou o Sr. Darcy na série, e é “coincidentemente” muito parecido com seu namorado!''

O site onde eu achei a série, não é em todos que tem, e legendado foi aqui.


Com certeza 5 estrelas.