sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Meu amor por musicais

Meu gênero de filmes preferido são os Musicais. Já cultivo esse ano a muitos anos, na verdade desde criança eu já amava todo aquele lance de começarem a cantar do nada no meio de qualquer lugar. Eu achava o máximo e morria de vontade de sair cantando no meio do Shopping e de repente todo mundo me acompanha na música e na danças.
Mesmo agora adulta, e que engraçado é poder dizer que sou uma, eu continuo com essa paixão. E não amadureci nesse caso não, continuo cantando High School Musical por todos lugares esperam alguém me acompanhar. Mas os filmes que eu passei à assistir desse gênero deram uma evoluída. Claro que ainda gosto dos mais juvenis como High School Musical, mas outros mais maduros ganharam meu coração.
Pensei em fazer um top 10 ou até mesmo um top 20 com os meus preferidos, mas bem como minha ajuda técnica aqui no Blog  sempre fala eu tenho 100000 coisas preferidas, então vou mostrar os que eu mais gosto sem um top. Mas antes lembrem-se: Musicais podem mudar uma pessoa.

Moulin Rouge (2001) 

  

Christian (Ewan McGregor) é um jovem escritor que possui um dom para a poesia e que enfrenta seu pai para poder se mudar para o bairro boêmio de Montmartre, em Paris. Lá ele recebe o apoio de Henri de Toulouse-Latrec (John Leguizamo), que o ajuda a participar da vida social e cultural do local, que gira em torno do Moulin Rouge, uma boate que possui um mundo próprio de sexo, drogas, adrenalina e Can-Can. Ao visitar o local, Christian logo se apaixona por Satine (Nicole Kidman), a mais bela cortesã de Paris e estrela maior do Moulin Rouge.



Chicago (2002)


Velma Kelly (Catherine Zeta-Jones) é uma famosa dançarina que é também a principal atração da boate onde trabalha. Após matar seu marido, Velma entra em uma seleta lista de assassinas de Chicago, a qual é controlada por Billy Flynn (Richard Gere), um advogado que busca sempre se aproveitar ao máximo da situação. Ao contrário do se esperava, o assassinato faz com que a fama de Velma cresça ainda mais, tornando-a uma verdadeira celebridade do showbizz. Enquanto isso a aspirante a cantora Roxie Hart (Renée Zellweger) sonha com um mundo de glamour e fama, até que mata seu namorado após uma briga. Billy fica sabendo do crime e decide adiar ao máximo o julgamento de Velma, de forma a poder explorar os dois assassinatos ao máximo nos jornais. Assim como ocorreu com Velma, Roxie também se torna uma estrela por causa de seu crime cometido, iniciando uma disputa entre as duas pelo posto de maior celebridade do meio artístico.



Dreamgirls (2006)


Detroit, década de 60. Curtis Taylor Jr. (Jamie Foxx) é um vendedor de carros, que sonha em deixar seu nome marcado no mundo da música. Ele deseja abrir sua própria gravadora, mas ainda não tem o formato e o produto certo para vender ao público. Curtis encontra o que procura ao conhecer o grupo The Dreamettes, formado pelas cantoras Deena Jones (Beyoncé Knowles), Lorrell Robinson (Anika Noni Rose) e Effie White (Jennifer Hudson). Elas se apresentam em um show de talentos local, usando perucas baratas e vestidos feitos em casa. Suas vidas mudam quando Curtis, já seu agente, consegue que elas façam o backup do show de James "Thunder" Early (Eddie Murphy), o pioneiro de um novo som em Detroit. Posteriormente o grupo alça vôo solo, mudando de nome para The Dreams. Porém Curtis sabe que para alcançar o sucesso o grupo precisará apostar na beleza provocante e tímida de Deena, mesmo que tenha que deixar de lado a voz potente de Effie.
Hairspray (2007)
1962. O sonho de todo adolescente é aparecer no "The Corny Collins Show", o programa de dança mais famoso da TV. Tracy Turnblad (Nikki Blonsky) é uma jovem gordinha que tem paixão pela dança. Ao fazer um teste ela impressiona os juízes e, desta forma, conquista um lugar no programa. Logo ela alcança o sucesso, ameaçando o reinado de Amber Von Tussle (Brittany Snow) no programa. As duas passam também a disputar o amor de Link Larkin (Zac Efron), enquanto duelam pela coroa de Miss Auto Show. No entanto os conceitos de Tracy mudam quando ela descobre o preconceito racial existente na TV, decidindo usar sua fama para promover a integração.
Mamma Mia (2008)
1999, na ilha grega de Kalokairi. Sophie (Amanda Seyfried) está prestes a se casar e, sem saber quem é seu pai, envia convites para Sam Carmichael (Pierce Brosnan), Harry Bright (Colin Firth) e Bill Anderson (Stellan Skarsgard). Eles vêm de diferentes partes do mundo, dispostos a reencontrar a mulher de suas vidas: Donna (Meryl Streep), mãe de Sophie. Ao chegarem Donna é surpreendida, tendo que inventar desculpas para não revelar quem é o pai de Sophie.
Nine (2009)
Guido Contini (Daniel Day-Lewis) é um famoso diretor de cinema às voltas com a crise da meia idade, repleto de problemas pessoais e com déficit criativo. Homem de muitas mulheres, seu maior desafio é buscar o equilíbrio entra a esposa (Marion Cotillard), sua amante (Penélope Cruz), sua atriz/musa no cinema (Nicole Kidman), sua figurinista e confidente (Judi Dench), uma jornalista de moda (Kate Hudson), uma prostituta (Fergie) e sua própria mãe (Sophia Loren).
Burlesque (2010) 
Ali (Christina Aguilera) deixou sua pequena cidade natal em busca do sucesso em Los Angeles. Logo ao chegar ela conhece a boate Burlesque, especializada em shows musicais de belas mulheres, que sempre se apresentam usando playback. O local é gerenciado por Tess (Cher), que nega uma chance a Ali. Ela insiste e consegue ser contratada como garçonete, graças à ajuda do balconista Jack (Cam Gigandet). Ali passa a acompanhar todos os shows, decorando as canções e coreografias. Quando Tess e seu braço-direito Sean (Stanley Tucci) realizam uma audição em busca de novas bailarinas, Ali aproveita a chance para mostrar do que é capaz.
Footloose (2011)
Ren MacCormack (Kenny Wormaid) vai morar com os tios em uma cidade do interior, após a morte da mãe. Apaixonado pela dança, ele enfrenta problemas com o reverendo Shawn Moore (Dennis Quaid), que baniu a dança da cidade devido a um grave acidente.
A escolha perfeita (2012)
O The Barden Bellas é um grupo formado apenas por garotas, que apostam no visual perfeito e em sucessos pop para atrair o público da escola. Entretanto, após uma apresentação desastrosa na competição de fim de ano, suas integrantes decidem repensar o grupo. É quando surge o convite para que Beca (Anna Kendrick), uma DJ aspirante que não tem o menor interesse na vida colegial, integre a nova banda. De início Beca descarta completamente o convite, mas após conhecer Jesse (Skylar Astin), que integra uma banda formada apenas por garotos, ela resolve aceitar o convite e passa a ajudar as integrantes do The Barden Bellas a encontrar um novo visual.
Os miseráveis (2013) 
Adaptação de musical da Broadway, que por sua vez foi inspirado em clássica obra do escritor Victor Hugo. A história se passa em plena Revolução Francesa do século XIX. Jean Valjean (Hugh Jackman) rouba um pão para alimentar a irmã mais nova e acaba sendo preso por isso. Solto tempos depois, ele tentará recomeçar sua vida e se redimir. Ao mesmo tempo em que tenta fugir da perseguição do inspetor Javert (Russell Crowe).
E por último o meu filme preferido, que eu acho pouco provável que exista alguém que nunca assistiu.
A Bela e a Fera (1991)
Em uma pequena aldeia da França vive Bela, uma jovem inteligente que é considerada estranha pelo moradores da localidade, e seu pai, Maurice, um inventor que é visto como um louco. Ela é cortejada por Gaston, que quer casar com ela. Mas apesar de todas as jovens do lugarejo o acharem um homem bonito, Bela não o suporta, pois vê nele uma pessoa primitiva e convencida. Quando o pai de Bela vai para uma feira demonstrar sua nova invenção, ele acaba se perdendo na floresta e é atacado por lobos. Desesperado, Maurice procura abrigo em um castelo, mas acaba se tornando prisioneiro da Fera, o senhor do castelo, que na verdade é um príncipe que foi amaldiçoado por uma feiticeira quando negou abrigo a ela. Quando Bela sente que algo aconteceu ao seu pai vai à sua procura. Ela chega ao castelo e lá faz um acordo com a Fera: se seu pai fosse libertado ela ficaria no castelo para sempre. A Fera concorda e todos os "moradores" do castelo, que lá vivem e também foram transformados em objetos falantes, sentem que esta pode ser a chance do feitiço ser quebrado. Mas isto só acontecerá se a Fera amar alguém e esta pessoa retribuir o seu amor, sendo que isto tem de ser rápido, pois quando a última pétala de uma rosa encantada cair o feitiço não poderá ser mais desfeito.


quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Broken Heart


                                ''Você é o único que eu desejo que pudesse esquecer. O único que eu 
                                                   adoraria não perdoar. E apesar de você partir meu coração, você é o
                                                   único. E apesar de existirem momentos que eu odeio você porque não 
                                                   posso apagar os momentos que você me machucou e pôs lágrimas em 
                                                   meu rosto. E mesmo agora, enquanto eu odeio você, me dói dizer que 
                                                   eu sei que estarei lá no final do dia.''
         
Todo mundo já teve ou dia vai ter um coração partido. Eu posso dizer com toda a certeza do mundo que já tive minha cota de coração partido para uma vida inteira e isso antes dos 18 anos. E o mais interessante é que tive meu coração partido inúmeras e dolorosas vezes pelo menos cara. E mais interessante ainda é que eu nunca consigo odiá-lo. E nem esqueço-lo.
Certa vez eu disse que o primeiro amor a gente nunca esquece, mas depois de amar a mesma pessoa por mais de 5 anos, não sei se posso chama-lo de primeiro amor. Talvez ele seja meu primeiro mas também o segundo e o terceiro e tenho muito medo de que seja o único, porque você já tentou dormir com um coração partido? Você pode até conseguir cair no sono depois de horas chorando sem parar, mas acordar é sempre a parte mais difícil.
                                         
                                           ''Do fundo do meu coração partido, há apenas uma ou duas coisas que eu                                                     gostaria que você soubesse. Você foi o meu primeiro amor. Você foi o                                                     meu  amor verdadeiro. Ainda que o tempo me forneça um novo alguém                                                     você   foi o meu amor de verdade. Eu nunca conheci o amor até que lá                                                      estava você.''

Devo dizer que sou a campeã de falar que esqueceu e superou e na verdade continuar amando. Já perdi a conta de quantas vezes eu disse que era o último texto, que tinha acabado, que eu o odiava. E sabe o que acontecia depois? Eu voltava para aqui para escrever mais um texto de amor, do amor mais puro e raro, para quem não merecia uma única letra.
E mesmo sabendo que ele não merece eu continuo aqui e vou continuar por um bom tempo. Não digo ''para sempre'', porque eu finalmente aprendi que para sempre é muito tempo, e eu não posso dizer que vou passar tanto tempo amando ele. Mas depois de 5 anos a gente começa a entender outros lados do amor que a gente não conhecia. O amor não é sempre tudo perfeito. Nada na nossa vida é sempre perfeito. No amor tem dores, tem desilusões e tem ódio também
Mas sabem qual é o mais engraçado? Eu não mudaria nada desses 5 anos. Não mudaria absolutamente nada. Se eu tivesse a chance de voltar no tempo, á 10 anos atrás e escolher nunca ter conhecido ele, eu não faria. Porque acho que as partes boas compensaram as partes ruins.
Acho que isso é o verdadeiro amor.



quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

#Indicando: Caminhos da floresta



Amanhã é a estréia de Caminhos da floresta, o novo filme da Disney *-*
Vamos fazer uma pequena preparação
O filme que conta a história de uma bruxa () que está decidida a dar uma lição em vários personagens famosos dos contos de fadas, como Chapeuzinho vermelho, Cinderela e Rapunzel. Cabe a um padeiro e sua esposa a tarefa de enfrenta-la, de forma a colocar as histórias e seus personagens em ordem.
Os poster estão logo abaixo





















A Disney esta tendo ótimos lançamentos e esse tem tudo para ser um filme incrível.


Pai



Hoje o dia amanheceu mais bonito porque a 61 anos meu pai nascia. Só Deus sabe tudo o que ele passou e as dificuldades que enfrentou. As péssimas escolhas que ele tomou, mas também as que agradavam o coração de Deus.
Sem querer ser clique, mas já sendo, não consigo imaginar um pai melhor, um amigo mais fiel e engraçado que me intendesse em todos os momentos da vida. É claro que todo relacionamento pai-filha não é perfeito, e o nosso não é diferente. Meu pai implica com as escolhas que eu tomo para a minha vida, mas no fundo eu sei que é porque ele quer nada mais do que o melhor para mim. E eu não mudaria nenhum dos momentos que já tivemos, nem mesmo das brigas, dias sem conversar, nem das lágrimas derramas. Porque foram dias de aprendizado e lágrimas de crescimento
Só Deus sabe também do meu amor pelo meu papis, do quanto eu me preocupo com ele e do quanto quero o bem dele. E sempre dói imensamente em mim vê-lo sofrer e com dores.
A música do Lucas Lucco já dizia que se Deus me desse uma chance de viver outra vez eu só queria se tivesse ele.
Ele é quem eu penso quando falam de super heróis.
Esse é meu pai. Um grande homem, perfeito em todas as imperfeições que ele comete, que me protege, me ama, me mima, e em quem eu me espelho.
Te amo pai.

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Gato da semana: Channing Tatum



Channing Tatum é um ator, dançarino e produtor nascido no dia 26 de Abril de 1980.



Fez filmes famosos como Querido John, Magic Mike, Para Sempre e G.I Joe.



Muito mais que merecido fazer parte do nosso Gato da semana


























segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Planos para 2015



Agora que as minhas férias já acabaram vamos começaram oficialmente 2015.
Em um post ano passado falando de vários planos que eu tinha para o blog e agora chegou a hora que por tudo em prática. 
Para começar todos esses planos eu tenho que tirar a preguiça de mim, porque ela sempre me atrapalha aqui no blog. Esse ano vou voltar com muitas Tag que foram esquecidas como:
Tatuagens
Pare e escute Deus
Inspiração
Customizando
Vai ter Gato da semana toda terça ( finalmente um dia fixo), e Resenhas de 15 em 15 no máximo, já que eu estava fazendo uma por mês e olha lá, sendo que eu leio em média 5 livros por mês.
Ano passado eu fiz uma semana toda de #Indicando covers musicais e nesse ano durante uma semana de todo mês vou falar sobre um determinado tema, seja filmes, músicas, futebol, moda ou livros.
Vai ter mais textos de amor sim. Afinal o blog começou com eles né?
A Tag Meu amor por também vai ser semanal.
Canal do Youtube vai voltar, só que sem compromisso fixo por enquanto. Mas está nos meus planos e da minha querida ajuda técnica fazermos resenhas em vídeos, book hauls mensais, e covers musicais.
Eu vou colocar um espaço ali no canto esquerdo onde vocês podem me mandar sugestões, então é isso, fiquem prontos porque esse ano promete.
Bj Bj:Dii

sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

Meus 18 anos



Me lembro muito bem do meu texto de aniversário do ano passado onde eu dizia que nos filmes e livros as mocinhas sempre tinham 17 anos quando conheciam o amor da vida delas, e que eu estava muito feliz por finalmente ter tal idade. Mas é claro que nada disso aconteceu nos meus 17 anos, na verdade não aconteceu nada no ano inteiro.
Quer dizer, nada do que eu esperava ou nada na vida sentimental. Eu continuo solteira e esperando o amor da vida, aquele que assim como os mocinhos dos meus livros mudam a vida da mocinha para sempre. Mas acho que não vou passar mais esse ano esperando por ele não. Nos meus 18 anos quero fazer muitas coisas diferentes. Diferente do que eu disse no ano passado eu não acho e nem quero me tornar em uma Bridgert Jones, mas acho que a vida tem muito mais a oferecer do que só isso sabem? Claro que o amor é importante, mas as outras coisas também são.
Acho que temos que crescer e nos alto conhecer para que possamos estar prontos para amar outra pessoa, e eu provavelmente não me conheço bem o bastante para merecer um amor verdadeiro e puro e que dure. Já que todos os outros não duraram tanto quanto eu gostaria.
Não quero nada menos do que a eternidade. Quero achar o homem que sera o único para sempre na minha vida. Eu sou esse tipo de menina que acredita que amor é para durar para sempre. E se não dura é porque talvez não fosse realmente amor.
Esse ano eu quero aproveitar tudo o que a vida tem de melhor e se Deus quiser me mandar o amor estarei aceitando.

sábado, 10 de janeiro de 2015

Meu amor por romances de época



Já falei sobre meu amor por praias né e hoje resolvi falar com vocês sobre outro amor que eu tenho, que é pelos livros de romances de época.
Não tem muito tempo que eu comprei meu primeiro livro desse gênero, e para ser sincera eu só comprei pela capa que eu tinha achado muito bonita e eu nem li a sinopse. Sou muito de fazer isso, e nunca me arrependi e nesse caso agradeci a Deus por essa minha mania. O livro era O Duque e eu da Julia Quinn (Resenha dele aqui ) e para a minha feliz surpresa eu descobri que ele não era um livro avulso e sim o primeiro de uma série de 8 chamada Os Bridgertons. No começo fiquei meio assustada com o tanto de livros de um assunto só, mas ao terminar o livro eu já estava doida para comprar os outros.
Algum tempo depois em um dia que eu estava bastante depressiva minha mãe chega falando que tinha um pacote para mim que o correio trouxe, eu achei bem estranho e ao abrir vi que era um livro que uma leitora aqui do blog me mandou e era Um perfeito cavalheiro que é o 3º livro da série Os Bridgertons. Eu fiquei até sem fala já que nunca tinha recebido nada de ninguém desse jeito, mas como eu não tinha lido o 2º deixei guardado até que não me aguentei e li (só para explicar os livros não precisando ser lidos na ordem já que cada livro conta a história de um dos irmãos, só que as vezes em um livro é citado algum evento que ocorreu no livro passado mas é bem pouquinho então deu sim para eu ler tranquilamente) e ai sim meu amor por esse gênero se consolidou. Já comprei o 4º dessa série, Os segredos de Colin Bridgerton e estou tentando comprar o 2º, ai resenho todos eles aqui na ordem, mas não encontro em lugar nenhum.
Mas esses não são os únicos livros desse gênero que merecem atenção, a Editora Arqueiro esta bem nessa onde de livros de romance de época o que consequentemente faz com que eu anda comprando muitos livros deles, (é essa a editora que publica Os Bridgertons). Outra série que eles estão lançando é Os Hathaways que também são vários livros cada um narrado por um irmão. O primeiro é o Desejo à meia-noite, vou mostrar o quanto as capas são atrativas.

 Desejo à meia-noite Manhã de núpcias Paixão ao entardecer
 Sedução ao amanhecer Tentação ao pôr do sol
Essa série eu não sei quantos serão, ou se só são esses. Pretendo ler eles ainda esse ano, já que eles são bem fininhos (infelizmente).
Ainda sobre a Editora Arqueiro eles estão lançando mais uma série desse gênero (assim eu vou falir rapidinho). A série da Madeline Hunter que já tem 3 livros lançados e o quarto já previsto para esse primeiro semestre.

Jogos do prazer Lições do desejo Regras da sedução, As

E a editora ainda tem um livro avulso que vai ganhar uma continuação:

Ligeiramente casados

Chega né Arqueiro? Ou melhor não chega não, por favor lancem muito mais livros assim.
E como eu já disse na resenha de O Duque e eu, eu nunca li nenhum livro da rainha do romance de época: Jane Austen e estão todos na minha Whishlist


Os livros dela ganharam essas novas edições bem simples mas muito lindas.
Ainda nessa pegada de séries, tem Outlander que virou até série de Tv e ganhou prêmios em algumas premiações.

  • A Viajante do Tempo - Livro I
Claire, a protagonista de ‘A viajante do tempo’ é uma mulher de personalidade forte, lutando para se manter num mundo de homens violentos, que busca seu verdadeiro amor enquanto participa de importantes acontecimentos da história. Claire Beauchamp Randall foi separada de seu marido Frank pouco depois da lua-de-mel, quando ele foi convocado para lutar na Segunda Guerra Mundial. Ao final do conflito, Claire e Frank se reencontram e retomam a vida que tinham em comum numa viagem a Escócia. Mas o reencontro não ocorre da forma esperada. Parece haver entre a esposa e o marido um distanciamento muito maior do que aquele causado pelos anos de guerra. Ao visitar uma antiga e mística formação de rochas, Claire finalmente vai conhecer seu destino.

  • A Libélula no Âmbar - Livro II
A libélula no âmbar se passa no mesmo universo mágico e surpreendente do livro anterior. O cenário agora é a Paris do século XVIII. Jamie tem que ajudar o príncipe Carlos Stuart a formar alianças que o apoiassem na retomada do trono da Inglaterra, que se encontrava nas mãos dos protestantes. Claire, no entanto, sabia que a rebelião estava fadada ao fracasso. A tentativa de devolver o Reino aos católicos resultaria num banho de sangue que ficaria conhecido como a Batalha de Culloden, e deixaria os clãs escoceses em ruínas. Em meio a intrigas da corte parisiense, enfrentando novamente um velho rival, ela tenta impedir o morticínio cruel e salvar a vida do homem que ama.

  • O Resgate no Mar (partes 1 e 2) - Livro III
Em O Resgate no Mar 1ª e 2ª parte, terceiro livro da série, a protagonista Claire Randall, está de volta à Escócia de 1968, depois de retornar de sua viagem ao passado, mas ainda sofre a perda de seu grande amor, o sedutor guerreiro Jamie Fraser. Por conta deste amor, Claire abriu mão de um casamento e de sua confortável rotina no século XX para enfrentar os perigos de outra época. Desde que voltara ao futuro grávida de Brianna, Claire acreditava que Jamie tivesse morrido durante a Batalha de Culloden (séc. XVIII). Ele, entretanto, continuava vivo. Mas era praticamente impossível abandonar a filha para reencontrar o homem que ela conheceu e amou quase 200 anos atrás. Será que Claire deveria arriscar mais uma viagem no tempo para reunir-se a ele?

  • Os Tambores de Outono (partes 1 e 2) - Livro IV
Os tambores de outono – 1º volume traz a heroína Claire Randall, oriunda do século XX, e seu grande amor, Jamie Fraser, um bravo guerreiro escocês do século XVIII, em busca de estabilidade e melhor sorte na América colonial, em 1767. Enquanto isso, mais de dois centenários à frente, no ano de 1969, Brianna dividida entre a tristeza pela perda da mãe depois de sua partida para o passado e a curiosidade a respeito de um pai que ela nunca encontrou, descobre o segredo da viagem no tempo através do ancestral círculo de pedras verticais na Escócia e vai ao encontro de Claire e Jamie, na ânsia de conhecer a incrível história de amor vivida por seus pais no passado. Seu namorado, Roger Wakefield, um professor de história, descobre a escolha de Brianna e decide segui-la, dando início a uma nova e fantástica fase nessa saga histórica sobre a força do amor ultrapassando toda e qualquer barreira de tempo e espaço. Definitivamente, os leitores, mais uma vez, vão se apaixonar. 


  • A Cruz de Fogo (partes 1 e 2) - Livro V
Em meio aos preparativos para a festa, durante a qual serão realizados dois casamentos e três batizados, e enquanto Claire realiza com a destreza de uma ex-enfermeira da Cruz Vermelha na Segunda Guerra Mundial extrações de dentes e o que mais aparecer, Jamie Fraser recebe uma carta com uma missão: está encarregado pelo governador Tryon de formar uma milícia para acabar com o princípio de rebelião na Carolina do Norte. A Revolução Americana, que levará à independência dos Estados Unidos, aproxima-se todo dia um pouco mais. Longo e denso, A Cruz De Fogo retoma histórias de personagens antigos, com raízes ainda na saudosa Escócia de Jamie, e introduz novos, que, à primeira vista, parecem ser peças-chave para o desfecho final, que ainda não ocorre nesta edição. Entre os episódios misteriosos, que desenterram histórias nunca reveladas, está a morte de um homem nas terras da tia de Jamie, Jocasta Cameron. O fato obriga Jamie a revelar segredos de família. Outro mistério é esclarecido com a volta de Ian Murray, personagem já conhecido pelos leitores.

  • Um Sopro de Neve e Cinzas (partes 1 e 2) - Livro VI
O casal de viajantes Claire Fraser e seu marido Jamie Fraser, um sedutor guerreiro escocês do século XVIII, está de volta. Desta vez, as decisões e comportamentos da dupla são decisivos para o início da Revolução Americana, conflito que resultaria na independência dos Estados Unidos. Logo nas primeiras páginas, é possível sentir a tensão rondando o cotidiano de Claire e Jamie. O incêndio de uma cabana e a morte de uma família inteira alertam sobre a chegada de mudanças que podem diminuir a tranquilidade dos moradores de Fraser’s Ridge. 



  • Ecos do Futuro (partes 1 e 2) - Livro VII
O sétimo volume da série ‘Outlander', dividida em duas partes, o casal de protagonistas Claire e Jamie se vê às voltas com a Revolução Americana e a perspectiva de voltar para o Velho Mundo, enquanto Brianna e Roger tentam se readaptar à vida no século XX, para a qual acabam de retornar. Ainda, a história mistura romance, suspense e disputas de poder. 




  • Written in My Own Heart's Blood - Livro VIII

Continuando a saga Outlander, os leitores queridos de Gabaldon seguem pela Filadélfia revolucionária. Como Jamie faz um regresso dramático ao lado de Claire, um novo exército varre a cidade com a ferveção da violência e romance. Outra novela encantadora de imaginação, viagem no tempo na epopeia interessante que começou há mais de vintes anos.







Sylvia Day conhecida mundialmente por ser umas das maiores escritoras de livros eróticos também se aventurou nos romances históricos, mas claro com o erotismo de sempre, o que na minha opinião tornou sua série especial e única, levando em conta que sou uma leitora voraz de livros com uma temática erótica.

Incontrolável Desejada Obstinada
Possuída Dominadas

Outra série que eu achei super fofa e preciso ler urgente é a Fairy Tales:

O Beijo Encantado Milagre de Amor Duas Irmãs, Um Duque

 O que não faltam são livro bons desse gênero o que só me faz ficar mais e mais viciada. E esse você quer começar a se aventurar nesse gênero mas não quer ler uma saga grande, têm vários livros avulsos muito bons.

Um Raro e Estranho Presente Um raro e estranho presente, de Pauline Holdstock, é um romance sombrio e sublime sobre arte e amor, ciência e nobreza na Itália renascentista. Enquanto artistas e cientistas alternam fascinação e repulsão por aquela exótica criatura, Sofonisba, determinada a evitar a espoliação dos homens, combate a atração intensamente erótica que sente por Matteo Tassi escultor, ourives, notório e irresistível patife.

Meu Único Amor A jovem Maggie Brown viajou até uma estância balnear, com a esperança de esquecer a dor causada pela recente morte da mãe. Nunca imaginou que a sua agridoce estada a submetesse ao abraço mágico de um misterioso desconhecido, ou que ele apenas lhe deixasse recordações. Contudo, em seguida, por ironia do destino, reuniu-se ao homem que tanto amava – que lhe tinha dado o coração, mas não o seu nome.

Para escapar a pressões familiares, o marquês de Belmont disfarçou-se de plebeu a fim de passar umas férias à beira-mar – e perdeu o coração para uma mulher com quem nunca poderia casar. No entanto, determinado a que nenhum outro homem a possuísse, arrastou-a para um amor apaixonado que em breve se transformou em mágoa. Agora, embora receie que possa ser demasiado tarde, jura convencer Maggie de que trocará sem hesitar o seu legado por toda a vida nos braços dela.

Senhora Aurélia Camargo, filha de uma pobre costureira e órfã de pai, apaixonou-se por Fernando Seixas – homem ambicioso - a quem namorou. Este, porém, desfez a relação, movido pela vontade de se casar com uma moça rica, Adelaide Amaral, e pelo dote ao qual teria direito de receber.
Passado algum tempo, Aurélia, já órfã de mãe também, recebe uma grande herança do avô e ascende socialmente.Passa, pois, a ser figura de destaque nos eventos da sociedade da época.
Dividida entre o amor e o orgulho ferido, ela encarrega seu tutor e tio, Lemos, de negociar seu casamento com Fernando por um dote de cem contos de réis. O acordo realizado inclui, como uma de suas cláusulas, o desconhecimento da identidade da noiva por parte do contratado até as vésperas do casamento.
Ao descobrir que sua noiva é Aurélia, Fernando se sente um felizardo, pois, na verdade, nunca deixara de amá-la. E abre seu coração para ela.
A jovem, porém, na noite de núpcias, deixa claro: "comprou-o" para representar o papel de marido que uma mulher na sua posição social deve ter. Dormiram em quartos separados. Aurélia não só não pretende entregar-se a ele, como aproveita as oportunidades que o cotidiano lhe oferece para criticá-lo com ironia. Durante meses, uma relação conjugal marcada pelas ofensas e o sarcasmo se desenvolve entre os dois.

O Pessegueiro Willa Jackson vem de uma antiga família que ficou arruinada gerações antes. A mansão Blue Ridge Madam, construída pelo bisavô de Willa durante a época área de Walls of Water, e outrora a mais grandiosa casa da cidade, foi durante anos um monumento solitário à infelicidade e ao escândalo. Mas Willa soube há pouco que uma antiga colega de escola – a elegante Paxton Osgood – da abastada família Osgood, restaurou a Blue Ridge Madam e a devolveu à sua antiga glória, tencionando transformá-la numa elegante pousada. Talvez, por fim, o passado possa ser deixado para trás enquanto algo novo e maravilhoso se ergue das suas cinzas. Mas o que se ergue, afinal, é um esqueleto, encontrado sob o solitário pessegueiro da propriedade, que com certeza irá fazer surgir coisas terríveis. Pois os ossos, pertencentes ao carismático vendedor ambulante Tucker Devlin, que exerceu os seus encantos sombrios em Walls of Water setenta e cinco anos antes, não são tudo o que está escondido longe da vista e do coração. Surgem igualmente segredos há muito guardados, aparentemente anunciados por uma súbita onda de estranhos acontecimentos em toda a cidade.

Escolha um e se aventure.