quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Resenha: O Duque e eu - Julia Quinn

O Duque e Eu Simon Basset, o irresistível duque de Hastings, acaba de retornar a Londres depois de seis anos viajando pelo mundo. Rico, bonito e solteiro, ele é um prato cheio para as mães da alta sociedade, que só pensam em arrumar um bom partido para suas filhas. Simon, porém, tem o firme propósito de nunca se casar. Assim, para se livrar das garras dessas mulheres, precisa de um plano infalível. É quando entra em cena Daphne Bridgerton, a irmã mais nova de seu melhor amigo.
Apesar de espirituosa e dona de uma personalidade marcante, todos os homens que se interessam por ela são velhos demais, pouco inteligentes ou destituídos de qualquer tipo de charme. E os que têm potencial para ser bons maridos só a veem como uma boa amiga. A ideia de Simon é fingir que a corteja. Dessa forma, de uma tacada só, ele conseguirá afastar as jovens obcecadas por um marido e atrairá vários pretendentes para Daphne. Afinal, se um duque está interessado nela, a jovem deve ter mais atrativos do que aparenta.
Mas, à medida que a farsa dos dois se desenrola, o sorriso malicioso e os olhos cheios de desejo de Simon tornam cada vez mais difícil para Daphne lembrar que tudo não passa de fingimento. Agora ela precisa fazer o impossível para não se apaixonar por esse conquistador inveterado que tem aversão a tudo o que ela mais quer na vida.


Nunca vi nenhum livro da Jane Austin mas os livros da Julia Quinn têm sido comparados com o dela. Como sei que a Jane é tipo a rainha dos romances de época essa comparação é um elogio e tanto.
A história se passa em Londres no ano de 1813 e conta a história de Daphne Bridgerton, uma menina com 3 irmãos mais velhos e 4 mais novos. Seu pai morreu alguns anos antes e sua mãe e seu irmão mais velho, Anthony, que cuidam da casa. E por falar na mãe dela, Violet Bridgerton é uma mulher uma tanto quanto perspicaz e audaciosa. Ela se preocupa demais com os filhos, e quer garantir que todos eles terão um futuro promissor, o que basicamente quer dizer que ela passa o tempo inteiro tentando arrumar um casamento com alguém importante para eles.
E pobre Daphne! Ela é a filha mais velha e por isso sua mãe não a deixa um minuto se quer.

O livro também nos mostra o duque Simon Basset, um jovem amargurado e infeliz. Sua mãe morreu no dia de seu nascimento e seu pai, um homem que se preocupa apenas com sua reputação e com o herdeiro que ele precisa para dar continuidade a linhagem de sua família como duques.
Quando Simon cresce ele não consegue falar, e quando aprende, muitos anos depois do esperado, ele gageia e seu pai o trata como um retardado, e vai embora da cidade dizendo a todos que seu filho morreu.
Simon cresce aos cuidados de sua governanta e aprende a falar, faz faculdade e vive a vida de uma perfeito promiscuo. Jurando que nunca se casaria apenas para não realizar a sonho do pai de sua família continuar como duques.

Simon chega a Londres e logo é cercado por mães desesperadas para casarem suas filhas, ainda mais com um duque, rico e bonito.Então ele pede ajuda a seu amigo da época da faculdade, Anthony Bridgerton. E em uma festa ele conhece Daphne, e de cara não se dão bem. O que é claro com o tempo muda e eles se tornam amigos, até que Simon tem a ideia de fingir cortejar ela para que ele pare de ser o alvo de desejos de todas as moças e Daphne se torne o alvo de desejo de todos os moços. Ideia bem sucedida. Apenas por um pequeno detalhe: Eles se apaixonam.
Simon sabe que não pode ficar com Daphne porque ele não deseja se casar com ela, embora a ame. Já Daphne, tudo o que mais deseja é o casamento, e principalmente se for com Simon.

Eu gostei muito do livro como um todo embora o fim não tenha me surpreendido.
A história foi muito bem escrita e eu adorei a interação da Daphne com a família enorme dela.
Sem falar também na Lady Whistledown a misteriosa mulher(?) que escreve uma coluna de fofocas para o jornal local, onde faz sempre comentários ácidos sobre a nobreza de Londres. E eu tenho minhas suspeitas de que ela seja a própria mãe da Daphne.
O livro faz parte de uma série de 8, cada um contando a vida de cada um dos Bridgertons.