sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Dê um play: Confident

Then she started dancing, sexual romancing
Nasty but she fancy
Lipstick on my satin sheets

quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

The Wanted anuncia fim por tempo indeterminado

Integrantes do grupo, Max, Siva, Jay, Nathan e Tom pretendem se dedicar a projetos pessoais


O quinteto The Wanted, formado por Max, Siva, Jay, Nathan e Tom anunciou em seu site oficial que a próxima turnê da banda será a última, por tempo indeterminado. Segundo a nota publicada, os membros da boyband querem se dedicar a projetos pessoais.

“A banda avisa a seus fãs que eles continuarão como The Wanted e estão ansiosos para muitos projetos de sucesso juntos no futuro. Eles agradecem aos fãs por seu amor e apoio contínuos e estão ansiosos para vê-los em turnê”, diz o texto.

A banda lançou no fim do ano passado o disco Word of Mouth, que não foi um grande sucesso de vendas, o que acabou deixando a gravadora descontente. Rumores de brigas entre os integrantes pode estar associados com a decisão.

- Oque eu penso:
Bem, quem me conhece um pouco sabe que eu amo The Wanted, sempre amei e sempre vou amar. Fiquei arrasada ao receber essa notícia e mais arrasa ainda em saber que fãs de outras boybands estão felizes com isso. Sentir alegria pela tristeza de outras pessoas é o mais baixo que uma pessoa pode chegar. 
Eu realmente acho que o Scooter Braun fez o melhor pela banda, sabe antes dele a banda nem era tão conhecida, por isso acho que as fãs não devem descontar nele. Ele se esforçou. Word of Mouth não vendo tanto... Mas qual cd hoje dia vende? Com a facilidade de baixar músicas em casa? Brigas, toda banda tem. Mas eu sei que os 5 se amam muito, o que eles têm juntos é como uma família, e família não se separam por causa de brigas. Dar um tempo não é terminar... Mas Nsync também ''deram um tempo'' e até hoje não voltaram. É claro que The Wanted pode acontecer a mesma coisa, eu não sou inocente a ponto de achar que eles são invencíveis, mas eu acredito que em quanto tiver um Prisoner esperando por eles, eles não vão desistir. E no mais, eu vou apoiar os projetos pessoais de cada um. Não só do Nathan (Eu prometo). E espero que eles não se arrependam dessa decisão;
I love you boys ♥
Bj Bj: Dii

quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Enfim 17



Eu nunca me importei com meus aniversários. Nunca dei muita importância. Nunca quis desesperadamente fazer 18, nem nada. Mas eu sempre 17 anos uma idade muito legal.
Sabe, 17 você é meio adolescente e quase adulto. Tem que largar de infantilidades e começar a ter responsabilidades.
Na grande maioria dos livros que eu já li (e olha que não poucos) a menina/menino sempre tem 17. E sempre acontece coisas super incríveis com ela/ele então eu sempre fiquei ansiosa para ter 17.
 Como eu sou muito azarada é bem provável que não aconteça absolutamente nada de bom nesse ano, eu nem me surpreenderia.
Mas não isso o que importa.
Bj Bj: Dii

quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

Eu, Bridget



Hoje sendo meu último dia com 16 anos parei para pensar em tudo o que fiz aos 16.
E percebi algumas coisas.
Eu me apaixonei e desapaixonei mais vezes que o recomendado, irritei meus pais, fiz novas amizades e acabei com um monte por besteiras. Julguei e fui julgada. Bebi e fui condenada. Curti e cheguei atrasada. Fiz promessas que foram ignoradas. Confiei e fui enganada. Fiz muita coisa que poderia ter sido evitada. E também percebi que eu tenho muitas chances de me tornar uma Bridget Jones da vida.
Sabe como é né? Ter 30 e poucos anos, solteira, fumando 30 cigarros por dia, bebendo até 14 unidades alcoólicas,  escrevendo em um diário, contando as calorias ingeridas ao longo do dia. E o pior: Apaixonada pelo chefe mulherengo que tem a síndrome do medo de compromisso.
Mas quem não tem medo de compromisso? Eu por exemplo sempre me afasto antes que a relação comece a ficar séria. Não é que eu não goste de relações sérias, é só que bem... Eu não gosto de relações sérias.
Então talvez eu não vá me tornar uma Bridget. Não nesse aspecto, já que ela é desesperada por um compromisso. E ela encontra um. Mas eu não sei se eu quero encontrar um.
Ser solteira é muito mais divertido. Se bem que ver todo mundo namorando/casando é um pouco deprimente. Mas acho que eu consigo superar isso. Espero que não com mais de 14 unidades alcoólicas. Até 13 é aceitável. Eu acho. Mas também não quero fumar horrores. Acaba com a saúde. Se bem que fumar emagrece... Ai eu não teria que contar as calorias ingeridas do dia. Mas acaba com os dentes e com a saúde. Então, ta decidido. Não vou fumar.
E também tem esse negocio de ser apaixonada pelo chefe mulherengo  que tem a síndrome do medo de compromisso. Eu não quero ser apaixonada pelo chefe. Se bem que poderia virar algo tipo Cretino Irresistível. Huumm.... Mas é melhor não. Embora eu goste de homem poderosos. Não, não quero ser apaixonada pelo chefe e pronto.
Escrever em um diário é única razoavelmente aceitável. Se bem que eu já tentei e sempre esqueci de escrever. Então é melhor não.
Mas se eu não quero nenhuma desses coisas, então talvez eu vá ser uma Bridget coisa nenhuma...
Quer sabe vou deixar isso pra lá e aproveitar esse último dia com 16.
E que venha os 17, as novas paixões, novas ilusões, novas amizades e tudo o mais.
Bj Bj: Dii