terça-feira, 31 de julho de 2012

Sentimento ridículo


Cada dia fica mais difícil continuar alimentando este sentimento. Quero matar essa vontade de você, essa saudade, quero tirar esse sentimento do meu peito, mas não consigo, não está fácil tentar te esquecer. Acordo pensando em você, te vejo até onde você não está presente, quero você, mas você sempre me ignora, você sempre tem algo melhor pra fazer, você sempre tem uma garota melhor para abraçar, eu nunca sou boa o suficiente para você. Não está sendo nada fácil ver você com ela em todos os lugares, eu odeio o fato dela ser tão feia e sem graça e você nunca percebe. Eu duvido que ela te ame como eu. Duvido que ela acorde pensando em você, duvido que ela sonha com um futuro ao teu lado. Acorde, você pra ela é apenas um passatempo. E sabe o que você significa para mim? Tudo. Ela fica meses longe de você e não sente saudade, é apenas falsidade, mas, se eu fico algum dia sem te ver, parecem anos, conto o relógio para te ver, mesmo sabendo que você não me ama, que você prefere ela, que você me odeia, que você me acha estranha, apesar de tudo, eu te amo, eu quero você, para sempre. Duvido que ela saiba mais coisas de você do que eu sei, duvido que ela saiba a data do seu aniversário, duvido que ela saiba o que te faz sorrir. Eu posso não ter o cabelo perfeito que ela tem, nem sou a garota popular do colégio, mas tem uma coisa, que eu garanto, que ela não tem, essa vontade louca de te ter aqui comigo, esse amor tão grande que ás vezes parece transbordar do meu peito. 


Bruna Cerqueira - http://brunapopcorn.blogspot.com.br/

terça-feira, 17 de julho de 2012

1 ano


Ah um ano atras nascia o Blog Pequeno Grande Amor. Que começou como uma brincadeira de quem não tinha nada para fazer nas férias de inverno tediante, e passou a ser como um diário para mim. Um lugar onde eu via que era seguro escrever oque eu estava passando, sentindo etc.
Nesse ano eu amadureci muito, e isso era visto atravez dos textos que com o passar do tempo passaram a ser mais bem escritos, complexos e com cada vez mais sentimentos.
Sentimentos!! Foi o que fez o Blog nascer. Amor, é o nome que pode se dar.
 O meu pequeno grande amor nunca foi revelado, mas já dei muitas dicas, umas bem fortes, quem as pegou obviamente já sabe quem é.
Esse pequeno grande amor que vive aqui dentro de mim já passou por cada fase, e todas elas foram vivenciadas aqui no Blog.
Enfim quero agradecer a todos que de alguma contribuiram para o nascimento e crescimento do Pequeno Grande Amor: Betânia, que me ajudou no começo com o nome e os primeiros posts, a Jhuliana que sempre foi super presentes em cada momento que eu vivi e escrevi aqui, ainda me ajudando lendo os textos antes de serem postados, e a Natalia Borges que sempre vem me ajudando com a aparência do Blog, fazendo tudo para que sempre fique o mais fofo o possível. E clarooo a cada um que perde um pouquinho de seu tempo lendo essas parafernalhas que eu post, vocês são muitooooo especiais pra mim.
Bj Bj Dii :)

domingo, 15 de julho de 2012

Um pouco do que eu ando guardando aqui dentro

Ultimamente não ando escrevendo aqui no Blog, mas com a chegada do aniversário de 1 ano do blog (17/07/2012) eu vi a necessidade de manter o blog atualizado, mesmo com textos de outros escritores.
Aqui dentro eu venho guardando muita coisa, que eu só seria capaz de revelar para minha melhor amiga, pessoa a qual conto tudo e a unica que é capaz de quase me compreender por completo e que não tem medo de falar que eu estou delirante, me iludindo, que estou indo no caminho errado, mas já que o blog é como meu melhor amigo, se não pelo fato de meu ex melhor amigo ter me trocado por uma namoradinha sem sal, acho que posso confidenciar aqui meus segredinhos também :).
Quantas vezes nós nos iludimos com as pessoas a nossa volta?? Seja com quem dize que sempre estaria com agente e derepente some sem explicações, ou quem de fato nunca prestou mas nós achavamos que iria mudar mas não mudou.
As decepições estão ai, em todos lugares infelizmente, e elas sempre aparecem para nos desanimar isso é um fato. Mas cabe a nós decidir se vamos nos deixar abater por qual bobagem ou se vamos permanecer firmes não importando oque aconteça.
O amor, não me canso de dizer, sempre vai nos surpreender seja pro lado bom ou pelo mal mesmo.
Não podemos sempre saber o que vai nos machucar e o que vai nos fazer bem. Não podemos, infelizmente, saber quem vai nos acrescentar algo de bom ou quem vai nos tirar algo de bom e acrescentar algo de ruim. Mas uma coisa digo: Definitivamente não existe isso de maus influencias, cada um faz o que quer. Mas podemos escolher boas pessoas para ser nossos amigos, pessoas que vão nos fazer bem.
Mas isso não pode ser aplicado no amor. Não mesmo!!
Ontem fazia 1000 dias que eu amo um certo menino, quem se recorda quantas vezes eu já disse que iria esqueçe-lo?? Quantas vezes na verdade eu já afirmei que o havia esqueçido?? Mas isso nunca aconteceu. E eu não me lembro de ter escolhido que iria gostar dele, mas aconteceu e por causa desse sentimento o Blog nasceu.
Aqui dentro de mim ainda existe muitas perguntas, muitas duvidas, e muita raiva. Mas muito mais do que tudo isso aqui dentro ainda existe amor. Amor ao qual ainda servira para muitos outros textos.
Dentro de cada um de nós sempre existira um pouco de tudo: Raiva, ódio, amor, dor, tristeza, etc.... Mas a gente tem que aprender a usa-los cada um para o bem.
E ao amor não correspondido?? Agente espera um pouco que um dia a gente vai encontrar alguém que de valor ao que a gente sente, e tudo vai ter valido a pena, as lágrimas, os risos, as cartas não entregues, e todo o resto.
É só esperar, que tudo o que dentro de cada um, um dia vai fazer sentido!!

Sobre o que não se pode evitar



Sabe quando você sabe exatamente o que deve fazer, mas não tem coragem? Às vezes tudo que eu queria era voltar no tempo e fazer tudo diferente. Talvez fosse melhor. Desse jeito eu não estaria aqui me lamentando. É difícil aceitar que as coisas tomem um rumo diferente do que a gente esperava. Que não podemos mudar o que está pra acontecer. Tudo começa e tudo tem um fim. E como dói saber disso. E como a gente queria que fosse diferente. Você já sentiu seu coração se partir? Não existe dor pior e não existe anestesia suficiente para aliviar essa dor. Eu não tenho como evitar. E acredite, chorar não muda nada.


Jullie Souza - Sinta o Amor

Só um cara


Ele é só um cara. E quer mesmo saber? É um cara como todos os outros caras. Ele é só um deles. Vários, uma legião, e ninguém mais. É só um cara e não a sua vida. E não todos os dias da sua história, e não todas as suas lágrimas juntas em um único sábado solitário. Ele é só um cara perdido como muitos outros caras que você encontrou, e perdeu. Ele é só um cara. E você já esqueceu outros caras antes.


 - Tati Bernardi